-->

Petróleo: História, Teoria de formação e Extração

O petróleo é um líquido oleoso rico em hidrocarbonetos, cuja cor varia segundo a origem, oscilando do negro ao âmbar (cor laranja-amarelo). Ele pode ser encontrado no subsolo, em profundidades variáveis (podendo haver acumulações tanto a poucos metros da superfície terrestre, quanto a mais de 3 mil metros de profundidade) .
ex presidente lula amostras petroleo
Ex Presidente Lula com amostras de petróleo

Um pouco da história do petróleo


O petróleo e seus derivados vêm sendo utilizados desde 5.000 anos a. C. pelas antigas civilizações, sendo batizado por vários nomes: nafta da Pérsia, óleo de são Quirino, betume, entre outros.

Os povos mais antigos da Mesopotâmia, Egito, Pérsia e Judeia dominavam o uso do petróleo que já era conhecido por aflorar na região do Oriente Médio.

Onde usavam o petróleo para calafetar construções, embalsamar corpos, impermeabilizar construção e palácios, construir embarcações, como lubrificante e como combustível para aplicações diversas. Alguns povos usavam o petróleo até para fins medicinais.

Hoje em dia, o petróleo responde por quase a metade de toda a energia gerada no mundo. Sem ele, as usinas termoelétricas parariam de funcionar, deixando cidades às escuras. Veículos terrestres, navios e aviões ficariam parados, indústrias não produziriam nada e os habitantes dos países frios congelariam no inverno, sem o combustível da calefação doméstica.

Teoria de formação do petróleo


Sua teoria de formação mais aceita sobre a origem do petróleo, diz que o petróleo é o produto de uma decomposição lenta de restos de matéria orgânica (animais marinhos, vegetação unicelular, algas e etc.), que foram soterrados a milhares de anos, sofrendo nesse período a ação das bactérias, do calor e da pressão.

Na medida em que esses restos sofreram decomposição nessas condições, produziram o petróleo e uma mistura gasosa, que ao decorrer do tempo, foram expulsos da rocha porosa em que foram produzidos, devido a forte pressão exercida sobre o petróleo e a mistura gasosa.

Como essa formação ocorre em profundidades próximas a 3000 metros, não existindo grandes espaços vazios para a movimentação, o petróleo e a mistura gasosa acabaram escoando pelos poros e pelas fissuras microscópicas da rocha.

Sendo menos denso do que a rocha e a água, o petróleo e a mistura gasosa poderiam ter se elevado à superfície ou se movimentado lateralmente em pontos de menor pressão até ficarem presos sob uma rocha impermeável, que tem abaixo uma camada de rocha extremamente porosa, que funcionaria como uma esponja encharcando se de petróleo e gás.

reservatorio tipico petroleo
Reservatório típico de petróleo e gás

Extração do petróleo


O processo de extração de petróleo varia muito, de acordo com a profundidade e o meio em que o óleo se encontra. Pois, dependendo do meio e da profundidade, o processo de extração acaba sendo diferente.

Extração em Terra


Em terra, o petróleo é encontrado acima de água salgada e embaixo de uma camada gasosa em alta pressão. Assim, quando o poço é perfurado, o petróleo pode jorrar espontaneamente até a superfície em razão da pressão do gás. Quando essa pressão diminui é necessário o uso de equipamentos, como o cavalo de pau, para bombear o petróleo para a superfície.

cavalo de pau petroleo
Cavalo de pau é um equipamento utilizado para extração do petróleo no subsolo
Se o petróleo for muito denso, um segundo poço é cavado, onde é injetado vapor de água sob pressão, que ajuda a reduzir a viscosidade do petróleo, facilitando a extração.

Extração de petróleo no fundo do mar

No mar, essa extração do petróleo é mais difícil, sendo feita com a utilização de equipamentos especiais de perfuração e extração por meio de bombas em plataformas e navios-sonda. Há vários tipos de plataformas que podem ser usadas para exploração de petróleo em alto-mar, dependendo da profundidade em que se encontra o poço.

principais tipos de plataforma
Principais Tipos de plataforma
Após a extração, o petróleo extraído passa pelos processos de decantação e filtração, para a remoção das impurezas (como por exemplo, areia, água salgada e argila).

Decantação


A decantação é utilizada para separar a água do petróleo, através da diferença de densidade. Como o petróleo é menos denso que a água, com o tempo a água tende a ficar na parte inferior do tanque, e o petróleo na parte superior do tanque, separando-se.

copo agua oleo
O mesmo fenômeno acontece quando deixamos água e óleo em repouso

Filtração


A filtração é utilizada para a separação de impurezas solidas do petróleo, como por exemplo, areia e argila. Após esse processo, é obtido um petróleo cru que é enviado para o refino, onde se faz a separação dos compostos presentes no petróleo.

refinaria phillips-petroleum-company
Refinaria da Phillips Petroleum Company

Referências


Sobre o autor


Pedro Coelho Olá meu nome é Pedro Coelho, eu sou engenheiro químico, engenheiro de segurança do trabalho e Green Belt em Lean Six Sigma. Além disso, também sou técnico em informática, e em parte de minhas horas vagas me dedico a escrever artigos aqui no ENGQUIMICASANTOSSP, para ajudar estudantes de Engenharia Química e outros cursos. Se você acha legal esse projeto, siga-nos através de nossas paginas nas redes sociais e ajude-nos a divulgar essa ideia, compartilhando com seus amigos as nossas postagens.

2 Comentários de "Petróleo: História, Teoria de formação e Extração"

Olá Pedro, você sabe qual é a viscosidade do petróleo?

Olá anônimo

O Petróleo é uma mistura de varias substâncias oleosa, logo a viscosidade do petróleo varia muito de um lugar para outro. Para determinar a viscosidade do petróleo, você vai tem que usar um viscosímetro para medir a viscosidade.

Os comentários são sempre bem vindos, pois agregam valor ao artigo. Porém, existem algumas regras na Política de Comentários, que devem ser seguidas para o seu comentário não ser excluído:
- Os comentários devem estar relacionados ao assunto do artigo.
- Jamais faça um comentário com linguagem ofensiva ou de baixo calão, que deprecie o artigo exposto ou que ofenda o autor ou algum leitor do blog.
- Não coloque links de sites ou blogs no corpo do texto do comentário. Para isso, assine com seu Nome/URL ou OpenID.
-Não coloque seu email e nem seu telefone no corpo do texto do comentário. Use o nosso formulário de contato.
- Se encontrar algum pequeno erro na postagem, por favor, seja bem declaro no comentário, pois a minha bola de cristal não é muito boa.
- Tem vezes que eu demoro pra responder, mas quase sempre eu respondo.
- Não seja tímido, se você tem alguma duvida ou sabe de algo mais sobre o assunto abordado no artigo, comente e compartilhe conosco :)

Back To Top