-->

Processo de Produção do Hidromel

O hidromel é uma bebida alcoolica que é feita apartir da fermentação da mistura de mel com água, mas as vezes essa bebida também pode incluir frutas, especiarias, grãos, lúpulo, etc. Em alguns lugares, essa bebida é conhecida como vinho de mel, por causa do mel em sua composição, que acaba sendo a principal fonte de açucar fermentavel dessa bebida.

processo de produção do hidromel

Embora o hidromel seja possivelmente a bebida alcoólica mais antiga, o que o torna realmente fascinante é o mel. Para os apaixonados por essa bebida, uma curiosidade dela é que o sabor do mel usado em sua produção pode variar bastante, pois o sabor também depende do que as abelhas estão comendo, logo esse pequeno detalhe faz com que o hidromel seja uma bebida tão diferente e apreciada por varias pessoas.

História do Hidromel


As primeiras evidências registradas do hidromel datam de 7000 a.C, onde os arqueólogos descobriram vasos de cerâmica da vila neolítica de Jiahu, na província de Henan, na China, que continham as sinais químicos de mel, arroz, e compostos normalmente associados ao processo de fermentação.

O hidromel tornou-se presente na Europa entre 2800 a 1800. A.C durante a Idade do Bronze Europeia. Ao longo deste período, a Cultura do Vaso Campaniforme, ou simplesmente cultura Campaniforme estava produzindo vasos de cerâmica todo ornamentado, sendo isso algo que se difundiu por toda a Europa daquele tempo.

Além disso, os estudos arqueológicos sugerem que esses vasos ornamentados tenham sido produzidos principalmente para consumo de álcool, sendo que algumas dessas formas de cerâmica encontradas pelos arqueólogos contem sinais químicos de que tenham sido utilizadas para a produção de hidromel.

Vasos Campaniforme do campo Logabirumer Feld em Leer Frísia Oriental
Vasos Campaniforme do Campo de Logabirumer Feld em Leer (Frísia Oriental) – Foto de Hartmann Linge

Durante a Idade de Ouro da Grécia Antiga, o hidromel (chamado de “hydromeli” pelos gregos) e o vinho eram bebidas estáveis da cultura grega. Além disso, o hidromel era a bebida alcoólica preferida de Aristóteles, e ele sobre discutiu hidromel em um de seus livros, Meteorologica.

O hidromel é uma bebida alcoólica que também é muito conhecida por causa do povo viking, sendo que para eles o hidromel é uma bebida poderosa, que está profundamente integrada com a sua vida religiosa e cultural.

De acordo com a lenda viking, o hidromel se originou quando duas facções de deuses em guerra assinaram um tratado de paz e cuspiram em uma tigela para selar o acordo. Da tigela nasceu Kvasir, o mais sábio de todos os homens. Kvasir encontrou sua morte nas mãos de um par de anões, que coletaram seu sangue, também conhecido como “Mead of Poetry” (em português, Hidromel da poesia).

Esse hidromel passou dos anões para um gigante, e quando Odin, o deus nórdico, soube que um gigante segurava o hidromel, ele se aventurou até o covil do gigante, seduziu sua esposa e obteve o hidromel transformando-se em uma águia e engolindo-o.

A lenda nórdica também afirma que quando os guerreiros chegam a Valhalla na vida após a morte, eles são recompensados com um gole de hidromel servido por belas donzelas. Além disso, o termo “lua de mel” é algo que vem da cultura nórdica de dar aos recém-casados 28 dias (literalmente um ciclo lunar) de hidromel.

Em 1883, o erudito alemão Wilhelm Heinrich Roscher citou o hidromel em um de seus livros, Nektar und Ambrosia. Nessa obra, ele sugeriu que o hidromel era mesmo o néctar ou ambrosia dos deuses.

Ele comparou a ambrosia ao mel, com seu poder de conferir imortalidade devido aos supostos poderes curativos e depurativos do mel, que na verdade é anti-séptico, e porque o mel fermentado (hidromel) precedeu o vinho como enteógeno no mundo egeu; em alguns selos minóicos, as deusas eram representadas com rostos de abelhas (comparando Mérope e Melissa da mitologia grega).

Isso é apoiado nas versões arcaicas das histórias dos deuses. Os orfistas preservam um conto sobre a astúcia cruel de Zeus, que surpreendeu seu pai Cronos quando ele estava bêbado com mel de abelhas selvagens e o castrou.

O hidromel “aquamulsum” ou apenas “mulsum” também era comum durante a era imperial romana e veio em várias formas. Mulsum era uma mistura fresca de vinho e mel (chamado hoje de pyment) ou simplesmente mel deixado na água para fermentar; e conditum era uma mistura de vinho, mel e especiarias feitas com antecedência e maturadas (provavelmente isso era um falso hidromel).

As bebidas alcoólicas feitas de mel se tornaram muito populares no início da Idade Média e na Europa Medieval. Isso foi especialmente assim entre as culturas nativas britônicas, anglo-saxões, alemães e escandinavos. No entanto, os vinhos continuaram a ser a bebida preferida em climas mais quentes no que hoje é a Itália, Espanha e França.

Nos anos posteriores, os impostos e as regulamentações tiraram a popularidade do hidromel comercial, com cerveja e vinho se tornando as bebidas alcoólicas predominantes. Alguns mosteiros na Inglaterra e no País de Gales mantiveram as tradições de fabricação de hidromel como um subproduto da apicultura, mas com a dissolução dos mosteiros no século XVI, o hidromel praticamente desapareceu.

Além disso, quando finalmente o açúcar das Índias Ocidentais começou a ser importado em grande quantidade (a partir do século XVII), havia menos incentivo para manter as abelhas para adoçar os alimentos e o mel essencial para fermentar o hidromel tornou-se mais escasso em toda a Europa, levando ao seu declínio.

No entanto, nos últimos anos está começando a haver um aumento da produção de hidromel nos Estados Unidos, Europa, e Ásia. À medida que essa produção vem aumentando, isso logo começara a chamar atenção da mídia que por sua vez começará a falar mais dessa fantástica bebida.

Processo de produção do hidromel


O hidromel é produzido pela fermentação do mel com água, mas como vimos acima, o processo de produção dessa bebida também pode incluir frutas, especiarias, grãos, lúpulo, etc. O processo de produção envolve várias etapas e dentre elas estão:

Mistura do Ingredientes


Primeiramente, antes de começar a produção do hidromel, o produtor deve escolher o estilo de hidromel que ele deseja produzir. Após a sua escolha do estilo, o mel é diluído com água (ou suco), e mais uma mistura de nutrientes deve ser adicionada a mistura.

mel usado na produção de hidromel

Esterilização do Mosto


Nessa etapa, o mosto é esterilizado, sendo a fervura o método de esterilização mais utilizado pelos produtores.

Fermentação Primária


Após a esterilização, o fermento é adicionado para iniciar a fermentação. A levedura usada para produzir hidromel é semelhante à levedura que é usada na produção do vinho, ou seja, a levedura é a famosa Saccharomyces cerevisiae.

Tanque de hidromel processo produção fermentação

As leveduras metabolizam açúcares, como glicose e frutose, resultando na formação de etanol e dióxido de carbono. O recomendável é que essa fermentação ocorra à temperatura ambiente de 10 a 21° C.

Além disso, os produtores de hidromel medem a gravidade específica do hidromel antes e durante a fermentação, e através disso podem determinar o teor alcoólico que o produto final terá.

Fermentação Secundária


Após a fermentação primária, o hidromel é colocado em um segundo tanque para inicialização do processo de fermentação secundária. Esse processo de fermentação secundaria também poderia ser feito no mesmo tanque, mas isso não é o recomendavel.

A trasfega (ação de passar o hidromel de um recipiente para o outro) é feita por causa de dois motivos, sendo um deles separar o hidromel das celulas de leveduras mortas (borra) e o outro é dá o tempo para deixar o hidromel mais limpo.

No final da fermentação, o hidromel passa por um período de maturação que inclui clarificação e filtração.

Envelhecimento do hidromel


O envelhecimento também é importante na produção de hidromel, principalmente em relação ao desenvolvimento de compostos aromáticos. O envelhecimento do hidromel geralmente dura entre 1 e 10 anos.

Barris de envelhecimento de hidromel maturação

Envasamento do Hidromel


Nessa última etapa, o hidromel é colocado nas garrafas.

envasamento de hidromel processo produção

Referências



Sobre o autor


Pedro Coelho Olá meu nome é Pedro Coelho, eu sou engenheiro químico, engenheiro de segurança do trabalho e Green Belt em Lean Six Sigma. Além disso, também sou técnico em informática, e em parte de minhas horas vagas me dedico a escrever artigos aqui no ENGQUIMICASANTOSSP, para ajudar estudantes de Engenharia Química e outros cursos. Se você acha legal esse projeto, siga-nos através de nossas paginas nas redes sociais e ajude-nos a divulgar essa ideia, compartilhando com seus amigos as nossas postagens.

0 Comentários de "Processo de Produção do Hidromel"

Os comentários são sempre bem vindos, pois agregam valor ao artigo. Porém, existem algumas regras na Política de Comentários, que devem ser seguidas para o seu comentário não ser excluído:
- Os comentários devem estar relacionados ao assunto do artigo.
- Jamais faça um comentário com linguagem ofensiva ou de baixo calão, que deprecie o artigo exposto ou que ofenda o autor ou algum leitor do blog.
- Não coloque links de sites ou blogs no corpo do texto do comentário. Para isso, assine com seu Nome/URL ou OpenID.
-Não coloque seu email e nem seu telefone no corpo do texto do comentário. Use o nosso formulário de contato.
- Se encontrar algum pequeno erro na postagem, por favor, seja bem claro no comentário, pois a minha bola de cristal não é muito boa.
- Tem vezes que eu demoro pra responder, mas quase sempre eu respondo.
- Não seja tímido, se você tem alguma duvida ou sabe de algo mais sobre o assunto abordado no artigo, comente e compartilhe conosco :)

Back To Top