-->


Acrilato de Metila - Propriedades Químicas, Usos e Produção

O acrilato de metila (também conhecido como éster metílico do ácido acrílico e 2-propenoato de metila) é um éster do ácido acrílico e tem a fórmula química C4H6O2. Esse composto é um líquido incolor, transparente e de forte odor doce bem desagradável.

frasco acrilato de metila
Frasco com Acrilato de Metila

Na natureza, ele é encontrado geralmente como o componente volátil do abacaxi. O acrilato de metila possui uma ligeira solubilidade em água, mas é completamente solúvel em álcoois, ésteres e muitos outros solventes orgânicos.

formula química acrilato de metila
Formula química do Acrilato de Metila

Métodos de Produção do Acrilato de Metila


O acrilato de metila pode ser produzido de várias maneiras. O método de produção mais antigo é o processo de Reppe, onde esse composto é produzido por meio de uma reação de carbonila de níquel e acetileno com metanol na presença de um ácido. Já o método de produção mais usado hoje envolve um processo de oxidação de propileno que foi desenvolvido em 1970.

Nesse processo, a reação ocorre inicialmente com a oxidação do propileno em acroleína, que por sua vez é oxidada a ácido acrílico. Uma vez que o ácido acrílico é formado, ele reage com o metanol, o que causa a formação do acrilato de metila. Esta reação é mostrada logo abaixo:

reação metodo produção acrilato metila


Os outros métodos mais recentes para a produção de ésteres de acrilato envolvem o uso de carbonatos orgânicos como agentes esterificantes ou isolamento de 2-halo-1-alcenos de matérias primas de hidrocarbonetos para produzir os ésteres de acrilato.

Usos do Acrilato de Metila


O acrilato de metila é um produto químico que pode ser usado em uma grande variedade de indústrias, pois reage prontamente com uma ampla variedade de compostos orgânicos e inorgânicos. Esse composto é um intermediário químico muito útil em uma variedade de processos de produção.

Uma das principais áreas em que o acrilato de metila é empregado é a produção de revestimentos de superfície. Esses revestimentos de superfície a base de água são encontrados em uma ampla variedade de indústrias e incluem a indústria de tintas, onde o acrilato de metila pode ser um dos componentes de tintas e vernizes. Isso ocorre porque o acrilato de metila oferece boa resistência à água, flexibilidade a baixas temperaturas e resistência à luz solar para produtos, um bom exemplo disso é as formulações de tinta látex.

A indústria têxtil e a indústria do couro também empregam acrilato de metila como componente de revestimentos. A indústria do couro usa-o para fornecer acabamentos diferentes, por exemplo camurça e nobuk, em seus produtos, enquanto a indústria têxtil emprega acrilato de metila na fabricação e acabamento de tecidos e não tecidos.

A indústria de papel também usa acrilato de metila em revestimentos de papel e na própria fabricação de papel.

O acrilato de metila também é empregado na fabricação de adesivos de consumo, técnicos e de construção. É empregado também na fabricação de fibras acrílicas e modacrílicas e na produção de filmes plásticos.

Na aplicação da fibra, o acrilato de metila é usado como comonômero com acrilonitrila. Essas fibras acrílicas geralmente contêm cerca de 85% de acrilonitrila e são usadas para fabricar roupas, cobertores, tapetes e cortinas.

O acrilato de metila também é útil para o tratamento de água, pois é usado para produzir DMAEA (dimetilaminoetilacrilato), que é usado como floculante em processos de tratamento de água. O acrilato de metila é também um reagente na síntese de vários intermediários farmacêuticos.

Armazenamento e Distribuição do Acrilato de Metila


Os tanques e tubos de armazenamento para acrilato de metila devem ser feitos de aço inoxidável ou alumínio e o produto é frequentemente distribuído em tanques de aço ou garrafas de vidro.

O acrilato de metila deve ser armazenado ao ar livre para evitar a polimerização, mas é estável nas condições de armazenamento recomendadas. Também é sensível à luz, por isso deve ser protegido da luz solar direta e também deve ser armazenado em local fresco, seco e bem ventilado, livre de risco de ignição.

O acrilato de metila é classificado com uma subclasse de risco 3.2 e grupo de embalagem II (grupo de substâncias que apresentam perigo médio), logo deve ser rotulado como Nocivo e Altamente Inflamável, pois tem um ponto de fulgor de -3°C. Além disso, tem uma gravidade específica de 0,954 a 20°C.

Riscos e Perigos à Saúde Provocados pelo Acrilato de Metila


Na forma liquida, o acrilato de metila é um forte irritante, e o contato prolongado com os olhos ou a pele pode causar danos graves. A inalação de seus vapores pode causar lacrimejamento, irritação do trato respiratório, letargia e, em altas concentrações, convulsões.

O acrilato de metila é um veneno por ingestão e vias intraperitoneais, mas moderadamente tóxico por contato com a pele. A exposição crônica a esse composto produz lesões nos pulmões, fígado e rins em animais experimentais. Já em relação ao fato de ser cancerígeno, não se sabe ao certo.

Esse composto é altamente inflamável quando exposto ao calor, chama ou oxidantes. Além disso, o acrilato de metila oferece um grande risco de explosão quando os seus vapores são expostos ao calor, faíscas ou chamas.

O acrilato de metila pode reagir vigorosamente com materiais oxidantes, logo não é recomendável armazenar esse composto próximo a materiais oxidantes.

Em um armazenamento precário de acrilato de metila pode ocorrer a formação de peróxidos, que podem iniciar a polimerização exotérmica, logo para se combater esse tipo de incêndio, o recomendável é usar espuma e pó químico seco.

Além disso, o acrilato de metila quando aquecido até a decomposição, emite fumaça acre e irritante.

Referências



Sobre o autor


Pedro Coelho Olá meu nome é Pedro Coelho, eu sou engenheiro químico, engenheiro de segurança do trabalho e Green Belt em Lean Six Sigma. Além disso, também sou técnico em informática, e em parte de minhas horas vagas me dedico a escrever artigos aqui no ENGQUIMICASANTOSSP, para ajudar estudantes de Engenharia Química e outros cursos. Se você acha legal esse projeto, siga-nos através de nossas paginas nas redes sociais e ajude-nos a divulgar essa ideia, compartilhando com seus amigos as nossas postagens.

Marcadores : quimica-organica
1 Comentários de "Acrilato de Metila - Propriedades Químicas, Usos e Produção"

Muito interessante seu artigo, Pedro.
Em altas concentrações o acrilato de metila ataca até o sistema nervoso, podendo causar convulsões.
Obrigada por seu blog, continue publicando.

Os comentários são sempre bem vindos, pois agregam valor ao artigo. Porém, existem algumas regras na Política de Comentários, que devem ser seguidas para o seu comentário não ser excluído:
- Os comentários devem estar relacionados ao assunto do artigo.
- Jamais faça um comentário com linguagem ofensiva ou de baixo calão, que deprecie o artigo exposto ou que ofenda o autor ou algum leitor do blog.
- Não coloque links de sites ou blogs no corpo do texto do comentário. Para isso, assine com seu Nome/URL ou OpenID.
-Não coloque seu email e nem seu telefone no corpo do texto do comentário. Use o nosso formulário de contato.
- Se encontrar algum pequeno erro na postagem, por favor, seja bem claro no comentário, pois a minha bola de cristal não é muito boa.
- Tem vezes que eu demoro pra responder, mas quase sempre eu respondo.
- Não seja tímido, se você tem alguma duvida ou sabe de algo mais sobre o assunto abordado no artigo, comente e compartilhe conosco :)

Back To Top