-->

Pilha de aeração diferencial

A pilha (ou célula) de aeração diferencial (ou de "oxigenação diferencial") é uma pilha que é constituída por eletrodos de um só material metálico em contato com um mesmo eletrólito (substância que é dissolvida em uma solução para dar condução elétrica à mesma), mas apresentando áreas com diferentes teores de gases dissolvidos.

Esse tipo de pilha ocorre com mais frequência em áreas de uma chapa que são aeradas diferentemente. Essa diferença de concentração de oxigênio presente no ar origina uma diferença de potencial, funcionando o eletrodo mais aerado como cátodo e o menos aerado como ânodo.
pilha aeração diferencial oxigenação diferencial
Pilha de aeração diferencial (ou de oxigenação diferencial)

A pilha de aeração diferencial é um fenômeno indesejável para as indústrias, pois o mesmo dá origem à corrosão por aeração diferencial, que é um tipo de corrosão que ataca uma área de uma superfície metálica, em contato com um meio onde a concentração de oxigênio é menor do que nas superfícies vizinhas.

Referências

  • Livro de corrosão, terceira edição, Vicente Gentil, Editora LTC (Livros Técnicos e Científicos Editora S.A), Rio de Janeiro, Brasil, 1996
  • ASM Metals Reference Book, 3rd Edition, Michael Bauccio, ASM International, 1 de jan de 1993
  • Corrosion of Metals: Physicochemical Principles and Current Problems, Helmut Kaesche, Springer Science & Business Media, 11 de set de 2003

Sobre o autor


Pedro Coelho Olá meu nome é Pedro Coelho, eu sou engenheiro químico, engenheiro de segurança do trabalho e Green Belt em Lean Six Sigma. Além disso, também sou técnico em informática, e em parte de minhas horas vagas me dedico a escrever artigos aqui no ENGQUIMICASANTOSSP, para ajudar estudantes de Engenharia Química e outros cursos. Se você acha legal esse projeto, siga-nos através de nossas paginas nas redes sociais e ajude-nos a divulgar essa ideia, compartilhando com seus amigos as nossas postagens.

3 Comentários de "Pilha de aeração diferencial "

Legal sua página, parabéns pela iniciativa. Ex.: Tubulações parcialmente enterradas.

Bom dia Pedro! Parabéns pela iniciativa!

Você poderia me informar se consigo esse material de referência para baixar pela net em algum lugar? Principalmente esse que tem o esquema??

Obrigado meu querido.

Olá Monção

Você pode tenta acessa pelo Google books as duas referências que estão em inglês, e o livro do Vicenti Gentil tem no ebah, que é uma rede social acadêmica

Espero ter te ajudado

Um abraço

Os comentários são sempre bem vindos, pois agregam valor ao artigo. Porém, existem algumas regras na Política de Comentários, que devem ser seguidas para o seu comentário não ser excluído:
- Os comentários devem estar relacionados ao assunto do artigo.
- Jamais faça um comentário com linguagem ofensiva ou de baixo calão, que deprecie o artigo exposto ou que ofenda o autor ou algum leitor do blog.
- Não coloque links de sites ou blogs no corpo do texto do comentário. Para isso, assine com seu Nome/URL ou OpenID.
-Não coloque seu email e nem seu telefone no corpo do texto do comentário. Use o nosso formulário de contato.
- Se encontrar algum pequeno erro na postagem, por favor, seja bem declaro no comentário, pois a minha bola de cristal não é muito boa.
- Tem vezes que eu demoro pra responder, mas quase sempre eu respondo.
- Não seja tímido, se você tem alguma duvida ou sabe de algo mais sobre o assunto abordado no artigo, comente e compartilhe conosco :)

Back To Top