Gemba – Local real onde o trabalho acontece

O Gemba é uma expressão japonesa que significa "o local real" e é muito usado por Green belts e Black belts para descrever o local real onde os problemas ocorrem, ou seja, no chão de fábrica onde ocorre o processo produtivo.

gemba-local-trabalho

Entendendo melhor o que é o Gemba e o conceito de Gemba Walk

Boa parte das empresas têm problemas quando um projeto complexo está em andamento, sendo que o que mais ocorre é que as pessoas envolvidas perdem de vista o trabalho detalhado que entra no próprio processo que estão tentando melhorar.

E isso é um problema de empresas do mundo real, afetando os lucros e a experiência dos clientes com os produtos, podendo ainda se tornar mais uma abstração teórica, reduzida apenas a relatórios de dados e conversas intermináveis ​​sobre o problema em torno de uma mesa de conferência.

Reconhecendo esse problema, o executivo Taiichi Ohno juntamente com os líderes de melhoria de processos da Toyota desenvolveram o que eles chamam de Gemba Walk, que é basicamente uma caminhada no local onde o trabalho ocorre, ou seja, uma caminhada no local de operação do processo produtivo, o chão de fábrica.

foto-taiichi-ohno-fabrica-toyota
Foto de Taiichi Ohno na fábrica da Toyota

O Gemba Walk consiste basicamente na ação de ir ver o processo real, entender o trabalho, fazer perguntas e aprender, sendo isso, parte fundamental da filosofia Lean para otimizar o processo reduzindo os custos, e também parte da filosofia Six Sigma para eliminar defeitos do processo, melhorando a qualidade dos produtos produzidos. 

Gemba e o processo de melhoria contínua


Nas práticas Lean e Six Sigma, elas significam dedicar tempo para observar como um processo é feito e conversar com quem faz o trabalho, pois só assim nós podemos entender como o processo em si funciona e quais são as suas falhas, sendo esse o grande desafio dessas filosofias, lembrando que você não consegue resolver os problemas sentando na sua sala, logo acaba sendo necessário que você vá para o Gemba para encontrar soluções para esses problemas. 

E para resolver os problemas do processo, você vai ter que levantar a bunda da cadeira e observar o dia-a-dia do chão da fábrica para poder entender melhor as rotinas, e ver quando os problemas surgem, para poder lidar melhor com eles. 

Lembre-se que ao focar na operação do processo, você vai ter que ouvir os funcionários e dedicar um tempo após o Gemba Walk para refletir sobre quais ações são necessárias; os bons líderes promovem uma atmosfera cooperativa em seus negócios. 

Procure sempre fazer um ou mais brainstorms para poder ouvir os funcionários que lidam com o processo no seu dia-a-dia, pois de lá podem surgir grandes ideias para melhorar o processo.

Além disso, não se esqueça de evitar com que os funcionários criem um certo medo de que o Gemba Walk seja criado para ações punitivas contra funcionários individuais, pois esse medo pode acabar diminuindo muito a moral do gestor e deixar os funcionários relutantes em compartilhar informações valiosas sobre o processo. 

Referências


Sobre o autor


Pedro Coelho Olá meu nome é Pedro Coelho, eu sou engenheiro químico, engenheiro de segurança do trabalho e Green Belt em Lean Six Sigma. Além disso, também sou técnico em informática, e em parte de minhas horas vagas me dedico a escrever artigos aqui no ENGQUIMICASANTOSSP, para ajudar estudantes de Engenharia Química e outros cursos. Se você acha legal esse projeto, siga-nos através de nossas paginas nas redes sociais e ajude-nos a divulgar essa ideia, compartilhando com seus amigos as nossas postagens.

Marcadores : curiosidade, glossario
0 Comentários de "Gemba – Local real onde o trabalho acontece"

Os comentários são sempre bem vindos, pois agregam valor ao artigo. Porém, existem algumas regras na Política de Comentários, que devem ser seguidas para o seu comentário não ser excluído:
- Os comentários devem estar relacionados ao assunto do artigo.
- Jamais faça um comentário com linguagem ofensiva ou de baixo calão, que deprecie o artigo exposto ou que ofenda o autor ou algum leitor do blog.
- Não coloque links de sites ou blogs no corpo do texto do comentário. Para isso, assine com seu Nome/URL ou OpenID.
-Não coloque seu email e nem seu telefone no corpo do texto do comentário. Use o nosso formulário de contato.
- Se encontrar algum pequeno erro na postagem, por favor, seja bem declaro no comentário, pois a minha bola de cristal não é muito boa.
- Tem vezes que eu demoro pra responder, mas quase sempre eu respondo.
- Não seja tímido, se você tem alguma duvida ou sabe de algo mais sobre o assunto abordado no artigo, comente e compartilhe conosco :)

Back To Top