-->

Piriproxifeno é o causador da microcefalia e não o Zika Vírus?

Recentemente, a ideia de que o larvicida e pesticida Piriproxifeno (Pyriproxyfen) seria o grande responsável pela epidemia de microcefalia, que está ocorrendo no Brasil, vem ganhando bastante força nas redes sociais. Nessa postagem, eu estarei abordando sobre a toxicidade desse composto químico, que se tornou o foco de varias discussões por especialistas.

aedes aegypti mosquito transmissor zika virus
Aedes aegypti: o mosquito transmissor do Zika Vírus

Uso do piriproxifeno


O piriproxifeno (Pyriproxyfen, CAS No. 95737-68-1) é um inseticida e pesticida, bastante usado no controle do crescimento de insetos como moscas, mosquitos e baratas. Ele é geralmente usado na agricultura e horticultura, onde possui eficiência comprovada no controle de pragas como: mosca branca, lagarta, jassids, pulgões e lagartas.
formula estrutural piriproxifeno
Fórmula estrutural do piriproxifeno
O piriproxifeno se degrada rapidamente no solo sob condições aeróbicas, possuindo uma meia vida de 6,4 a 36 dias, e em um sistema de água-sedimento de um lago aeróbio, possui uma meia vida que varia de 16 a 21 dias.

Toxicidade do Piriproxifeno


O Piriproxifeno possui baixa toxicidade aguda por via oral, dérmica, inalatória e por rotas oculares de exposição. Ele não é irritante para a pele e não provocou nenhuma irritação em testes feitos com cobaias de laboratório.

Em estudos realizados com doses repetidas em cobaias, os órgãos mais atingidos foram o fígado, os rins e o sistema hematopoiético. Além disso, em testes com quantidades superiores, a neurotoxicidade do piriproxifeno começa a reduzir a atividade motora das cobaias, demonstrando que o principal alvo do pesticida não é o sistema nervoso.

Não existe nenhuma evidência de pré-natal ou pós-natal de sensibilidade ou aumento da susceptibilidade em estudos de toxicidade feitos em ratos e coelhos, e nem em um estudo de toxicidade reprodutiva da segunda geração das cobaias.

Em estudos de imunotoxicidade, as cobaias não demonstraram efeitos adversos no sistema imunológico. Nenhuma toxicidade sistêmica significativa foi observada no estudo de toxicidade dérmica de 21 dias em ratos. Num estudo de inalação de 28 dias, a salivação esporádica em fêmeas diminuiu e os machos ganharam um pouco de peso. No entanto, estes efeitos não foram considerados biologicamente relevantes, para os estudos.

Não há nenhuma evidência de carcinogenicidade para o ser humano com base na ausência de carcinogenicidade em camundongos e ratos, e os testes relacionados à ação mutagênica deram todos negativos.

Relação do piriproxifeno com a microcefalia


Infelizmente, não se tem dados suficientes para provar que o piriproxifeno é o verdadeiro causador da microcefalia. Porém, ainda existem suspeitas que o piriproxifeno esteja relacionado com a microcefalia.

Referências


Sobre o autor


Pedro Coelho Olá meu nome é Pedro Coelho, eu sou engenheiro químico, engenheiro de segurança do trabalho e Green Belt em Lean Six Sigma. Além disso, também sou técnico em informática, e em parte de minhas horas vagas me dedico a escrever artigos aqui no ENGQUIMICASANTOSSP, para ajudar estudantes de Engenharia Química e outros cursos. Se você acha legal esse projeto, siga-nos através de nossas paginas nas redes sociais e ajude-nos a divulgar essa ideia, compartilhando com seus amigos as nossas postagens.

2 Comentários de "Piriproxifeno é o causador da microcefalia e não o Zika Vírus?"

o vírus não poderia só ser formado depois que o mosquito se desenvolve em uma água contaminada pelo piriproxifeno?

Olá Daniel

Infelizmente não, pois o piriproxifeno não tem poder para gerar um vírus. Ele é apenas um pesticida.

Os comentários são sempre bem vindos, pois agregam valor ao artigo. Porém, existem algumas regras na Política de Comentários, que devem ser seguidas para o seu comentário não ser excluído:
- Os comentários devem estar relacionados ao assunto do artigo.
- Jamais faça um comentário com linguagem ofensiva ou de baixo calão, que deprecie o artigo exposto ou que ofenda o autor ou algum leitor do blog.
- Não coloque links de sites ou blogs no corpo do texto do comentário. Para isso, assine com seu Nome/URL ou OpenID.
-Não coloque seu email e nem seu telefone no corpo do texto do comentário. Use o nosso formulário de contato.
- Se encontrar algum pequeno erro na postagem, por favor, seja bem declaro no comentário, pois a minha bola de cristal não é muito boa.
- Tem vezes que eu demoro pra responder, mas quase sempre eu respondo.
- Não seja tímido, se você tem alguma duvida ou sabe de algo mais sobre o assunto abordado no artigo, comente e compartilhe conosco :)

Back To Top