Energia Maremotriz – A energia das marés

A energia maremotriz é uma forma de energia que é obtida a partir da movimentação das águas do oceano, utilizando uma turbina hidráulica, que converte a energia cinética das marés em energia elétrica.

Historicamente, A energia das marés vem sendo utilizada desde a idade media (Por volta do século VII) na região do mar do norte (Norte da Europa) através de moinhos da água, que aproveitam a energia cinética da movimentação das marés, para moer grãos e drenar terras alagadas.

moinho de agua
Moinho de Água
Em meados do século XX (Por volta de 1915), o professor Ralph Clarkson e sua equipe desenvolveram um projeto inovador para aproveitar a energia das marés do Canal Minas em Cape Spit (Canadá). Mas, o projeto não foi realizado, pois, na época a energia de combustíveis fósseis era relativamente barata. 

Em 1966, a primeira usina de energia maremotriz é construída em La Rance, na França. Hoje, a energia maremotriz é utilizada em vários países do mundo, como a Inglaterra, os Estados Unidos, Japão, Índia, Rússia, Austrália e outros países.

usina energia maremotriz de La Rance
Usina de energia maremotriz de La Rance, França.


Tecnologias para obtenção de energia


Para construção de uma usina maremotriz, é necessária uma situação geográfica favorável e uma amplitude de maré relativamente grande, algo que varia muito de um local para o outro. 

Existem diversas maneiras de se obter energia a partir da força das marés, podendo ser nearshore (próximo a terra) ou offshore (distante da terra). Sendo que entre as tecnologias mais usadas no mundo para obtenção de energia das marés, estão os absorvedores de ponto, atenuadores, dispositivos de galgamento e terminadores.

Absorvedores de ponto (Point Absorbers)


Os absorvedores de ponto são dispositivos flutuantes que não são orientados de modo particular à direção do deslocamento das ondas. Pois, conseguem a energia das ondas que vêm de todas as direções.

absorvedor ponto finavera-aquabuoy-point-absorbers
Absorvedor de ponto da Finavera-Aquabuoy
Os absorvedores de ponto possuem uma estrutura com elementos que se movem de acordo com a ação das ondas. Eles utilizam a ascensão e a queda da altura de onda em um único ponto para a conversão de energia. Essa energia das marés que movimenta o absorvedor para cima e para baixo, aciona conversores de energia eletromecânicos ou hidráulicos para gerar energia.

Atenuador (Attenuator)


O atenuador é um dispositivo que possui longas estruturas cilíndricas flutuantes multi-segmentadas que é ligada por dobradiças e, ancorada ao fundo mar.

atenuador pelamis
Atenuador Pelamis
Os atenuadores são orientados perpendicularmente à direção do deslocamento das ondas e, captam a energia a partir do movimento dos seguimentos, que ativa um conversor, que converte a energia cinética em energia elétrica. A energia elétrica gerada é enviada através de cabos que ficam no fundo do mar, para a rede elétrica.

Dispositivos de galgamento (Overtopping device)


Os dispositivos de galgamentos possuem um reservatório que é preenchido pelas águas das ondas, onde ocorre um leve aumento da pressão da água que é represada e, quando essa água é liberada, a gravidade faz com que ela volte para mar, girando uma turbina hidrelétrica, que gera energia elétrica.
wave dragon
Wave Dragon
Também Existem plataformas flutuantes que possuem dispositivos de galgamentos especialmente construídos, que produzem energia elétrica através da captação e canalização das águas das ondas, que passam por turbinas internas e depois voltam ao mar.

esquema wave dragon
Esquema de Funcionamento do Wave Dragon


Terminadores (terminators)


Os Terminadores são dispositivos que são orientadas perpendicularmente à direção do deslocamento da onda. Estes dispositivos podem ser onshore (na terra) ou nearshore (próximo a terra). No entanto, a maioria desses dispositivos são versões flutuantes, que foram projetadas para aplicações offshore (distante da terra).

terminador offshore
Terminador offshore
O oscillating water column é uma tipo de terminator que é constituído por uma estrutura parcialmente submersa de concreto ou aço, que tem uma abertura para abaixo da linha da água do mar.

Esse equipamento possui uma coluna de ar, que é movimentada pelas ondas, fazendo com que essa coluna de ar suba e desça. Essa compressão e despressurização da coluna ar, que é que provocada pela vinda e recuo das ondas, faz com que o ar seja puxado pela turbina, como resultado da queda da pressão do ar na despressurização, gerando assim a energia elétrica.
esquema funcionamento terminador
Esquema de funcionamento do terminador

Referências


Sobre o autor


Pedro Coelho Olá meu nome é Pedro Coelho, eu sou engenheiro químico, engenheiro de segurança no trabalho e técnico em informática, e em parte de minhas horas vagas me dedico a escrever artigos aqui no ENGQUIMICASANTOSSP, para ajudar estudantes de Engenharia Química e outros cursos. Se você acha legal esse projeto, siga-nos através de nossas paginas nas redes sociais e ajude-nos a divulgar essa ideia, compartilhando com seus amigos as nossas postagens.

3 Comentários de "Energia Maremotriz – A energia das marés"

Olá, Pedro.
Gostaria de agradecer seu escrito, mas há um equívoco no texto. As Usinas chamadas de Maremotriz são aquelas referentes ao movimento das marés, um fenômeno que, apesar de muito específico, por ser grandioso afeta outros, apesar de neles não ser a única causa, tais como ondas, turbilhonamentos e correntes marítimas.
Assim, aninhar todas sob o nome de "maremotriz" pode causar confusão em leigos. "Usinas marítimas" seria mais adequado.

Olá Geovani

Infelizmente, eu não posso mudar, pois essa mudança causaria muita confusão entre os leigos =( . Se eu fizesse essa mudança, eu teria que fala sobre os aerogeradores marítimos, que geram energia a partir da corrente de vento marítimo. Além disso, essa mudança não me parece correta, pois eu entraria em conflito com as referências

Espero que tenha entendido

Um abraço

Tenho estudado esse sistema de captação de energia das ondas. Há projetos grandes, caros e complicados. Às vezes os mais simples oferecem um custo/benefício mais adequado com a realidade brasileira que tem grandes criadores de tecnologias. Pena que os governos não vejam assim.Quem criar algo factível para esse fim deve oferecer para fora do Brasil pois aqui ninguém acredita em brasileiros.A tecnologia no Brasil está sendo desmontada pelos projetos dessas áreas.

Os comentários são sempre bem vindos, pois agregam valor ao artigo. Porém, existem algumas regras na Política de Comentários, que devem ser seguidas para o seu comentário não ser excluído:
- Os comentários devem estar relacionados ao assunto do artigo.
- Jamais faça um comentário com linguagem ofensiva ou de baixo calão, que deprecie o artigo exposto ou que ofenda o autor ou algum leitor do blog.
- Não coloque links de sites ou blogs no corpo do texto do comentário. Para isso, assine com seu Nome/URL ou OpenID.
-Não coloque seu email e nem seu telefone no corpo do texto do comentário. Use o nosso formulário de contato.
- Se encontrar algum pequeno erro na postagem, por favor, seja bem declaro no comentário, pois a minha bola de cristal não é muito boa.
- Não seja tímido, se você tem alguma duvida ou sabe de algo mais sobre o assunto abordado no artigo, comente e compartilhe conosco :)

Back To Top